Como fazer enxerto de rosas do deserto

Compartilhar

Caso não seja de seu conhecimento, a enxertia é uma prática muito realizada nas áreas de jardinagem. Mas você sabe o que de fato é a enxertia? Bem, caso a sua resposta tenha sido não, saiba que esse processo consiste em basicamente juntar plantas de diferentes espécies e das mais variedades de plantas.

Ao realizar esse mesmo processo, você consegue multiplicar as suas plantas de forma rápida e fácil. Uma das principais vantagens de realizar o enxerto em rosas do deserto, é que além de ser muito simples para os iniciantes na área, ele também apresenta poucas chances de  de incompatibilidade ou rejeição de cores.

Caso você tenha se interessado pelo assunto e entender de forma melhor como deve ser feito a enxertia de rosas do deserto, saiba que esse é o artigo correto para você e ainda, que o mesmo está repleto de informações importantes sobre o assunto, permitindo você obter um melhor conhecimento sobre este. Vamos lá?

Passo a passo do enxerto de rosas do deserto

A seguir, iremos explicar de forma simples e rápida como fazer o enxerto de rosas do deserto. Confira o passo a passo a seguir:

-Passo 1: Corte o galho

Você pode realizar esse processo, por meio do toque e para que isso seja feito, é necessário cortar um pedaço de galho que apresente cerca de 2 a 3 cm da rosa do deserto que você deseja usar para o processo.

Realize um corte na parte superior do galho da planta, pois será nesse mesmo local onde o galho da cor desejada deverá ser colocado.

Feito isso, você deverá colocar o pedaço do galho desejado por cima da planta cavalo e assim, pressionar usando um pedaço pequeno de plástico e depois, você deverá amarrar o que foi feito, usando um elástico fino.

É importante estarmos lembrando que esse mesmo processo é o mais usado nos dias de hoje comercialmente, principalmente por ser um método que não exige muito custo e que pode ser feito de forma rápida e fácil.

Por fim, devemos ressaltar que o galho da planta cavalo deve ser cortado ao meio, enquanto o galho daquela planta que será enxertada deverá ser cortado no formato de uma cunha, para que assim o mesmo possa ser introduzido dentro do meio do corte que foi realizado n galho da planta cavalo.

-Passo 2: Use fita biodegradável

Depois de ter realizado o que foi citado no passo anterior, será necessário passar uma fita biodegradável ou até mesmo colocar diversos tipos de saquinhos plásticos. Esse processo deve ser feito, para que a área da planta que foi cortada, seja pressionada e protegida da forma correta.

Muitos não sabem as vantagens de realizar esse processo, porém, não podemos nos esquecer que ao realizar esse processo de proteção da planta enxertada com fita biodegradável ou com saquinhos plásticos é que os mesmos podem evitar a perda de líquido, até o momento em que a sua planta se solde com a planta cavalo.

O saquinho plástico, pode ser retirado cerca de 7 a 10 dias após o processo de enxerto, já em relação a fita, se ela for biodegradável não será preciso retirar a mesma, caso você tenha usado outro tipo de fita, ela poderá ser retirada após 7 a 10 dias de realização do processo.

É válido estarmos lembrando que as rosas de deserto podem ser realizadas com o enxerto de gema, mas o mesmo se torna inválido, uma vez que existem métodos mais fáceis de realizar esse mesmo processo.

Cores da rosa do deserto

Muitas pessoas não sabem, mas as pétalas da rosa do deserto podem ser simples, duplas ou dobradas, triplas, tubulares e multi-pétalas com 5 ou mais camadas de pétalas e também, podem surgir com diversas variedades de cores, como por exemplo, vermelho, rosa, amarelo, branco, roxo ou em tons mesclados e degradês.

Demais informações sobre a planta

A floração dessa planta, na grande maioria das vezes acontece principalmente na primavera e em alguns casos, as mesmas podem ser obtidas, quando ainda estão jovens.

Por ser uma planta que se acostuma de forma fácil a um clima semiárido e também, se adaptam muito bem ao calor, é recomendado que para o plantio de rosas do deserto, sejam usados uma mistura de terra, areia grossa e húmus de minhoca, podendo apresentar resultados mais rápidos e melhores, quando estão em lugares com altas temperaturas.

Pode ser importante lembrar que a rosa do deserto não deve ser regada muitas vezes, pois uma vez que esse processo é feito com grande frequência, as raízes de sua planta podem apodrecer.

Por esse mesmo motivo, tenha em mente que se você apresenta uma muda de rosa do deserto, lembre-se sempre de regar somente a sua terra mas sem estar encharcada.

Quando realizar a rega? Para que você saiba se está no momento certo de regar a sua planta ou não, basta observar a sua terra.

Facebook Comments Box
Bruna Silva
Bruna Silva
Artigos: 652