Como cultivar orquídeas: 15 passos simples

Compartilhar

Como cultivar orquídeas? Uma coisa que não podemos negar é que as orquídeas são algumas das flores mais bonitas nos dias de hoje, e também, todos sabemos que existem muitas pessoas que se interessam pelo plantio das mesmas. Mas nem sempre essas mesmas pessoas sabem como de fato realizar esse mesmo processo.

E bem, se você é uma das milhares de pessoas que ainda apresentam interesse sobre como estar realizando o plantio dessas mesmas flores, saiba que esse é o artigo correto para você, principalmente pelo simples fato de que será por meio do mesmo, que você poderá obter um melhor conhecimento sobre o assunto.

Como isso será possível? Bem, tudo isso será possível por meio das informações que serão descritas ao longo do mesmo, que estão relacionadas a como realizar o cultivo de orquídeas de forma rápida, simples e em sua própria casa. Portanto, continue lendo o mesmo até o final.

Dicas para o cuidado ao cultivar orquídeas

Para que você consiga ter orquídeas grandes e bem saudáveis é necessário que você tenha em mente como deve ser feito o cuidado das mesmas, isso pelo simples fato de que elas (mesmo não parecendo) são muito sensíveis e podem ser machucadas de forma simples.

Para que você não corra o risco de perder as suas flores, a seguir você verá milhares de dicas importantes:

Dica 1:

Tente sempre escolher vasos de barro ao invés dos de plástico, isso pelo simples fato de que mesmo sendo mais caros, eles apresentam maior porosidade e drenam melhor a água. Porém, se você escolher os de plástico pode ser importante ficar de olho em sua rega, para não encharcar a sua planta.

Dica 2:

Caso a base de sua flor, esteja a menos de um dedo da boca do vaso será necessário realizar a mudança desta, pois o mais indicado é deixa-la dois dedos de altura abaixo da boca do vaso.

Dica 3:

Assim que você for realizar a mudança de sua planta, lembre-se bem de reparar de qual lados estão os brotos da planta (este é o lado da frente). Isso deve ser feito, pois a parte de trás deve ficar encostadas em um dos lados do vaso, para que assim, a sua planta fique firme o bastante.

Dica 4:

Para realizar a troca de vaso, você pode acrescentar algumas espécies de chips de fibra de coco ou musgo em sua planta (caso você escolha o musgo, lembre que o mesmo deve ser lavado para retirar todo excesso de areia).

Dica 5:

Antes de cortar a sua orquídea, pode ser importante com que você esterilize a sua tesoura (da forma que achar melhor, podendo ser (com um maçarico portátil ou no fogão) e depois deixe que a mesma esfrie antes de usar, para não prejudicar a sua flor.

Lembre-se se repetir esse processo sempre que você for cortar uma nova orquídea, para que não aconteça a transmissão de doenças de uma planta para outra.

Dica 6:

Muitos não sabem, mas a canela em pó é um cicatrizante natural e por isso, passa-la no local em que você cortou a sua planta, é muito importante.

Dica 7:

Caso a sua planta apresente manchas em sua folha, você pode usar fumo de corda para retirá-las. Para realizar isso, é necessário ferver o fumo em água durante uma hora, até que o mesmo vire uma espécie de  solução concentrada, que deverá ser diluída na água.

Dica 8:

Cochonilhas e pulgões podem ser retirados de sua planta de forma simples, uma vez que é usado sabão de coco e uma escova de dente para espalhar todo o produto pela folhagem.

Dica 9:

Pode ser muito importante que você repare na cor da folhagem de sua planta e caso a mesma esteja escura, significa que a mesma deverá ser trocada de lugar o mais rápido o possível.

Dica 10:

Em relação à iluminação, é importante você encontrar um local que apresente uma boa iluminação para a sua orquídea, já que isso poderá ajudar no florescimento da mesma. Porém, é válido estarmos lembrando que é preciso ficar de olho nessa mesma iluminação, pois a mesma em excesso pode causar problemas para sua planta.

Dica 11:

Caso não seja de seu conhecimento, o substrato é um material usado para acomodar de forma melhor a sua planta em um vaso e para fazer o mesmo, você pode usar  musgo seco, chip ou fibra de coco, mistura de casca de pinus com carvão e até mesmo alguns pedriscos.

Dica 12:

O adubo usado no plantio de orquídeas pode ser o químico ou até mesmo o orgânico, na qual, é recomendado que a sua orquídea seja adubada a cada 15 dias no começo do plantio e assim que a planta passar para o período de crescimento, ela pode ser adubada uma vez no mês.

Dica 13:

Por serem flores muito frágeis, quando for feito o replantio da mesma todo o processo deve ser feito com o máximo de atenção. Cada novo plantio pode ser feito a cada um ano e meio ou dois, para que assim o substrato não apodreça.

Dica 14:

Em dias mais quentes, você pode estar molhando o chão em volta do lugar onde sua planta está plantada, para que assim quando a água evaporar, ela possa chegar até a sua orquídea.

Dica 15:

Sempre tenha em mente que as raízes brancas de sua planta, apresentam como seu principal objetivo: pegar umidade e os nutrientes, portanto deixe-as em um lugar onde elas possam crescer de forma perfeita.

Facebook Comments Box
Bruna Silva
Bruna Silva
Artigos: 528