Como Cultivar orquídeas em 3 Passos muito Simples

Compartilhar

Como Cultivar orquídeas em 3 Passos muito Simples

Orquídeas têm a reputação de serem plantas difíceis e difíceis, mas muitas orquídeas não são mais difíceis de cultivar do que sua planta doméstica média. Comece com uma orquídea “fácil”, depois aprenda o básico do cultivo de orquídeas. Você será viciado nessas plantas fascinantes em pouco tempo. Continue lendo para aprender sobre o cultivo de orquídeas iniciantes.

Orquídea crescendo para iniciantes

Começar com plantas de orquídeas significa selecionar a melhor planta para o cultivo de orquídeas iniciantes. Embora existam muitos tipos de orquídeas, a maioria dos profissionais concorda que a Phalaenopsis (orquídea de mariposa) tem um bom desempenho no ambiente doméstico médio e é ótima para quem está apenas começando.

Uma orquídea saudável tem uma haste forte e ereto com folhas verdes escuras e de couro. Nunca compre uma orquídea que pareça marrom ou murcha.

Noções básicas de orquídeas em crescimento

Luz: A quantidade de luz varia consideravelmente, variando de alta, média ou baixa luz, dependendo do tipo de orquídea. Orquídeas de mariposas, no entanto, preferem baixa iluminação, como uma janela voltada para o leste ou sombreada, ou um local onde a planta recebe sol matinal e sombra da tarde. Você também pode colocar a orquídea sob uma luz fluorescente.

Sua planta lhe dirá se está ficando muito (ou muito pouco) leve. As folhas tendem a ficar mais verdes quando a luz está muito baixa, mas podem ficar amarelas ou branqueadas quando a luz é muito brilhante. Se você notar manchas pretas ou marrons, a planta provavelmente está queimada ao sol e deve ser movida para uma área com luz mais baixa.

Temperatura e umidade: Como a luz, as preferências de temperatura das orquídeas variam de baixo a alto, dependendo do tipo de orquídea. As orquídeas de mariposa, no entanto, se fazem bem em temperaturas ambientes normais preferidas pela maioria das plantas domésticas.

A maioria das orquídeas prefere ambientes úmidos. Se seu quarto estiver seco, coloque a orquídea em uma bandeja de umidade para aumentar a umidade no ar ao redor da planta. Água: O sobreaguamento é a principal causa da morte das orquídeas, e os profissionais de orquídeas aconselham que, em caso de dúvida, não regar até que o par superior de centímetros (5 cm.) de mistura de vasos se sintam secos ao toque.

Rega a orquídea na pia até que a água passe pelo orifício de drenagem e deixe escorrer completamente. Diminua a rega ao florescer, depois retome um cronograma normal de rega quando novas folhas aparecerem. Fertilização: Alimente orquídeas uma vez por mês usando um fertilizante equilibrado e solúvel em água.

Alternativamente, use um fertilizante formulado especificamente para orquídeas. Assim como a rega, a aplicação do fertilizante deve ser reduzida quando a floração parar e retomada com novos crescimentos aparecer.

Repot orquídeas em mistura fresca de vasos a cada dois anos. Use uma mistura de vasos formulada para orquídeas e evite o solo de vasos regulares.

Você também pode gostar:

Facebook Comments Box
Bruna Silva
Bruna Silva
Artigos: 652