Conheça Raposa-do-campo, carnívoro típico do cerrado brasileiro

Compartilhar

Conheça Raposa-do-campo, carnívoro típico do cerrado brasileiro

Endêmica do Brasil, a raposa-do-campo (Lycalopex vetulus), também conhecida como raposinha, é um dos carnívoros que habitam o território brasileiro. Embora seja chamada de raposa, na verdade se trata de um canídeo mais aparentado ao lobo-guará, que chama atenção por ser um dos menores dentre os canídeos sul-americanos.

Encontrada principalmente nos estados do Centro-Oeste, Sudeste, e alguns estados do Nordeste; ela pode ser visualizada tanto nos biomas do Cerrado, quanto na Caatinga e no Pantanal.

Conheça a espécie

A raposinha-do-campo, assim como as espécies de raposas e lobos, é uma representante do grande grupo dos mamíferos; sendo integrante da família Canidae, e, portanto, uma espécie carnívora.

Conhecida também como o menor dentre os canídeos da América do Sul, seu comprimento médio é de cerca de 90 centímetros com a cauda; e seu peso gira em torno de 4 kg. Sua coloração, que camufla bastante com a vegetação, possui tons de cinza claro e cinza amarelado nas porções dorsais e ventrais, respectivamente; ao passo que as patas e orelhas já possuem tons mais avermelhados.

Além de apresentar patas mais esbranquiçadas, em machos é possível observar uma faixa escura bem evidente na idade adulta. Vale ressaltar também que, embora sejam carnívoros, as raposinhas apresentam algumas características peculiares, como dentes caninos não tão desenvolvidos; e molares ligeiramente mais largos do que o observado em carnívoros típicos.

Raposa-do-campo (imagem: Reprodução - Animal Business)

Hábitos da Raposa-do-campo

A raposa-do-campo se caracteriza por ser um animal predominantemente solitário, cuja atividade é mais intensa nos períodos crepusculares e noturnos. Contudo, pode ser encontrada aos pares durante o período reprodutivo, o qual resulta em gestações de cerca de 50 dias, com geração de cerca de 3 filhotes.

No que se refere a sua alimentação, a raposinha se alimenta principalmente de insetos, como besouros, formigas e cupins. Contudo, animais maiores também fazem parte da sua dieta, a qual é composta de pequenas serpentes, aves, roedores e frutos, sendo uma importante dispersora de espécies vegetais.

Além disso, sabe-se que a raposinha-do-campo possui uma longevidade relativamente grande, com expectativa de vida média em torno de 12 anos.

Veja também:

Cuidados com a árvore de pera que você precisa ter

Conheça As 9 Plantas Mais Raras do Mundo?

35 fatos incríveis sobre a natureza que você deve saber?

Como as geckos-aranha sobrevivem no deserto mais quente do mundo?

Conheça Paca, um dos roedores mais conhecidos do país

Facebook Comments Box
Bruna Silva
Bruna Silva
Artigos: 652