Reprodução de Suínos passo a passo confira aqui!

Compartilhar

Reprodução de Suínos passo a passo confira aqui!

A suinocultura tem uma importância muito significativa para a economia do Brasil, tendo em vista que a carne desses animais é presença frequente nos pratos dos brasileiros. Por esse motivo, entender como funciona a Reprodução de suínos é um assunto de extrema importância para quem trabalha ou deseja trabalhar nesta área.

Uma das perguntas mais frequentes quando se trata de de suínos é em relação a idade em que esses animais começam a manifestar comportamento reprodutivo. De modo geral, o animal só deve entrar em reprodução quando atinge 10 a 12 meses de idade. Isso claro, desde que esteja com um bom desenvolvimento corporal.

Você também tem esse tipo de dúvida? Além desta, queremos acabar com outras dúvidas comuns relacionadas a reprodução de suínos. Para isso, listamos alguns dos principais pontos relacionados à reprodução de porcos. Confira!

Cio

É o período em que as fêmeas recebem o macho reprodutor para a fecundação. Dura, em geral, de 24 a 48 horas e reaparece 18 a 20 dias depois, caso a porca não seja fecundada. O cio reaparece, normalmente, 2 a 3 meses após o parto anterior ou mesmo 2 a 3 dias depois dele. Apesar do animal pode contrair uma nova gestação nesse período, não é recomendado, tendo em vista que precisa se dedicar a alimentação dos filhotes e recuperar a estrutura corporal.

Cobertura

Pode ser feita com o casal solto, livre em uma pocilga ou então em um tronco para cobertura. Além da monta natural, pode ser utilizada a inseminação artificial para o melhoramento genético, ou quando a propriedade não dispõe de um macho reprodutor.

Gestação de suínos

O tempo de gestação de suínos é, normalmente, de 115 a 120 dias. Mas, é possível que em alguns casos essa fase dure entre 96 a 132 dias, dependendo da raça, quantidade de filhotes e condição corporal da fêmea.

Nesse período as gestantes devem receber, diariamente, uma boa alimentação e sais minerais. É uma fase em que a fêmea suína não devem engordar muito para evitar que o parto se torne difícil.

Parto

Nesses animais, o parto pode ocorrer em qualquer época do ano. Para os trabalhos de parto, as matrizes devem receber os melhores cuidados de higiene, sendo mantidas em instalações adequadas, limpas e desinfetadas, evitando assim infecções, tanto nela quanto nos filhotes.

Nos períodos de dias frios, os filhotes devem ser protegidos das baixas temperaturas. o recomendado é que permaneçam em ambientes fechados ou até mesmo com aquecimento artificial.

É importante notar que, próximo ao dia da parição, a fêmea suína deve ser separada e colocada em uma pocilga específica para a maternidade. Este local deve ser mantido muito bem higienizado.

Durante o trabalho de parto a matriz deve ser assistida por uma pessoa que só intervirá se necessário, caso haja algum problema para o nascimento do filhote.

Quando terminar o parto e a placenta não for eliminada, ela deve ser extraída para evitar problemas graves como infecção e febre. Logo após o seu nascimento é importante desinfetar os umbigos dos filhotes.

Número de filhotes

As ninhadas podem ser grandes, com mais de 12 filhotes, mas só devem ser deixados com a mãe de 6 a 8 leitões, no máximo. Os demais devem ser passados para outras porcas.

Durante o período de amamentação, as matrizes devem ser bem alimentadas para que produzam bastante leite.

Os filhotes nascem com quatro dentes em cada maxilar. Estes dentes devem ser aparados para evitar ferimentos e dor, pois, embora pequenos, eles machucam as mamas durante as mamadas.

Peso dos Leitões

Ao nascerem os leitões podem pesar, em média, de 700 a 1.300 gramas ou até mais, dependendo da raça.

Porque algumas fêmeas suínas comem os filhotes

Este vício é denominado canibalismo. Normalmente isso ocorre logo após o parto e pode acontecer da fêmea comer todos os filhotes. Na primeira que ocorre, a fêmea pode ser submetida a uma nova gestação.

No entanto, quando isso se repetir a matriz deve ser eliminada da função reprodutiva, pois se trata realmente de um vício, o canibalismo, que pode ter origem psicológica. Manter o animal para reprodução de suínos pode trazer prejuízos para a produção.

Outros fatores podem causar esse problema:

– Falta de alimentos;

– Alimentação deficiente;

– Não retirada da placenta;

– Local do parto e etc.

Na reprodução de suínos, cada detalhe pode fazer grande diferença no resultado final. A melhor forma de tomar as decisões corretas é tendo o conhecimento necessário.

Adquirir todo esse conhecimento agora é muito mais fácil.

Facebook Comments Box
Bruna Silva
Bruna Silva
Artigos: 652